O que é mais importante ao projetar provadores

O que é mais importante ao projetar provadores

Arquitetude Arquitetura Comercial Leave a Comment

Para lojas de roupa há poucas coisas tão importantes para seu sucesso quanto os provadores. Você pode investir pesado em marketing e publicidade, mas se seus clientes não se conectam com seus produtos, sua empresa estará com problemas. Mas você sabe o que é mais importante ao projetar provadores?

O que é mais importante ao projetar provadores

Fonte: Arquitetude.

Para se ter uma ideia da importância dos provadores, a empresa norte americana Alerttech, especialista na área, fez um levantamento de dados do comportamento dos clientes e descobriu que aqueles que usam o provador são 7 vezes mais propensos a comprar produtos em comparação com aqueles que simplesmente vagam pela loja.

E, com os provadores mostrando tamanha importância para o varejo de roupas, dar atenção especial a esta área da loja ao se realizar o projeto do espaço. Veja o que é mais importante ao projetar provadores:

1. Espaço: nada pior do que tentar trocar de roupa num espaço pequeno e apertado, que foi criado sem nenhum cuidado, para “quebrar um galho”. Muitas vezes, quando não há espaço suficiente para se trocar, o cliente não consegue provar a roupa direito e ajustá-la ao corpo, o que faz com que ele não perceba todo o potencial do modelo e desista da compra.

Um provador ideal tem, pelo menos, um metro quadrado, mas isso pode variar dependendo do público do estabelecimento comercial. Numa loja de roupas infantis, é comum que a criança entre no provador com a mãe ou o pai e, por isso, o espaço precisa ser um pouco maior. Lojas que querem proporcionar mais conforto aos clientes também podem investir em provadores grandes.

Além disso, deve-se obrigatoriamente prever ao menos um provador para PNE (pessoas com necessidades especiais). Cadeirantes precisam de portas que abram para fora com 90 cm de largura e espaço de giro interno de 1,20 x 1,20.

Projeto de Arquitetura Comercial

Fonte: Arquitetude.

2. Iluminação: para que o cliente possa enxergar a roupa, é importante ter uma boa iluminação no provador. Mas essa iluminação deve fazer parte de um projeto luminotécnico que ajude a destacar os pontos fortes dos modelos. Além disso, é importante escolher lâmpadas que não esquentem, para que o provador não fique quente enquanto o cliente troca de roupa.

É comum escolher lâmpadas que não interfiram nas cores das roupas e instalá-las numa posição frontal, pois assim cria-se menos sombras, o que permite a maior observação de detalhes. Essa iluminação também é ligeiramente mais estimulante e faz com que o espaço pareça maior, tornando o provador mais confortável.

3. Climatização: é comum sentir calor e começar a suar quando trocamos muitas vezes de roupa. Isso acontece porque acabamos nos movimentando demais e, se o ambiente não está preparado para esse tipo de atividade, logo nos sentimos pouco confortáveis, principalmente quando o espaço é pequeno. Por isso, investir na climatização dos provadores é fundamental.

Porém não basta ligar um ventilador ou ar condicionado em cima do cliente e achar que está tudo certo. Climatizar um ambiente é deixá-lo numa temperatura confortável para que as pessoas se sintam bem nele. Um provador muito frio ou muito quente fará com que as pessoas evitem usá-lo, o que pode atrapalhar as vendas.

Projeto de provadores

Fonte: Arquitetude.

4. Espelhos: quem entra em um provador espera que ele tenha ao menos um espelho para que seja possível ver como está o caimento das roupas que está provando. Mas é possível ter mais de um espelho no provador, para que o cliente possa observar as roupas de diferentes ângulos. Isso também aumenta a probabilidade de ele ficar mais satisfeito.

Vale lembrar que espelhos de provadores devem refletir bem a realidade. Muitas lojas investem em espelhos que distorcem a imagem, fazendo com que a pessoa pareça mais alta e magra. Porém este tipo de artifício acaba levando a muitas reclamações e trocas, além de fazer com que o cliente se sinta enganado.

5. Ambientação: ganchos na parede, um banquinho no canto, um piso de temperatura agradável e até uma cortina interessante são itens que criam uma ambientação no provador e que tendem a deixar o cliente mais satisfeito. Tudo isso ajuda a deixar o provador, que nem sempre é um local agradável, bem mais confortável, ganhando a simpatia das pessoas que circulam por ele.

E vale ressaltar que ter um provador agradável é algo que pode gerar lucros para a loja, tendo em vista outra pesquisa divulgada também pela Alerttech, que constatou que 70% das decisões de compra são tomadas dentro do provador e que clientes que frequentam provadores acabam comprando duas vezes mais!

Portanto, não despreze a importância dos provadores para seu comércio e comece a investir num cantinho mais charmoso e confortável o quanto antes.

Dicas para usar provadores na sua loja:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *