A tecnologia começa a invadir as lojas mundo afora, e a arquitetura, claro, ajuda a trazer essa tendência para os projetos arquitetônicos comerciais.

5 exemplos do uso da tecnologia em lojas

Arquitetude Arquitetura Comercial Deixe um Comentário

A tecnologia começa a invadir as lojas mundo afora, e a arquitetura, claro, ajuda a trazer essa tendência para os projetos arquitetônicos comerciais. É interessante ver exemplos do uso da tecnologia em lojas que já vêm sendo feitos. Lojas de todo tipo têm que gastar a criatividade para competir não apenas com seus concorrentes tradicionais, mas na era digital atual a corrida é também com as lojas virtuais. E como concorrer com a praticidade de uma loja online? A resposta é sempre a mesma: proporcionado ao cliente uma experiência diferenciada dentro da loja.

Aparentemente essa resposta parece simples, mas na prática o que arquitetos e designers mundo afora já estão fazendo? Enquanto o Brasil ainda começa a dar seus primeiros passos ao integrar tecnologia e um clima mais digital na arquitetura das lojas, no exterior esse processo já começa a se destacar mais. A tecnologia pode ser usada de muitas formas: para ações experimentais, aumentar a conveniência para os clientes, ou até mesmo promover a presença online do estabelecimento. Quer conhecer alguns exemplos?

5 exemplos do uso da tecnologia em lojas

1- Manequins virtuais:

imagine que quando seu cliente tire um cabide da arara, o modelo de roupa que ele pegou apareça em uma tela virtual bem a sua frente, mostrando formas diferentes de usar aquelas peças? Instantaneamente a atenção dele é capturada. Isso já vem acontecendo em lojas do exterior. O manequim virtual também pode ser usado para dar boas vindas na entrada da loja, promover ofertas baseado em reconhecimento de sexo e direcionar clientes. Ele pode ser ativado por detecção de calor, sensor de movimento ou loop contínuo com funcionalidade interativa.

2- Realidade aumentada:

o cliente pode usar a realidade aumentada para ver depoimentos na internet, pedir conselhos de amigos, ver opções de cores para as peças, etc. É uma ótima maneira de tornar a experiência no ponto de venda muito mais divertida e moderna e ainda apelar para o uso do celular.

 

3- Redes Sociais:

quem disse que as redes sociais ficam apenas no espaço virtual? Há lojas de moda que estão experimentando divulgar nas prateleiras as peças mais curtidas em redes sociais, como o Pinterest. Não precisa ir muito longe: quem não se lembra de uma ação de dia das mães da C&A que mostrava em um visor eletrônico no cabide quantas curtidas a peça teve na página da loja no Facebook?

5 exemplos do uso da tecnologia em lojas

4- Vitrine interativa:

que tal incluir em seu projeto arquitetônico uma vitrine com sensor de movimento, capaz de interagir com quem passa na frente dela?

5- Novas sinalizações:

telões e painéis são tecnologias mais fáceis de serem aplicadas em um projeto arquitetônico, mas claro, com ajustes na arquitetura da loja. O importante é saber posicioná-los em um ponto estratégico para provocar a comunicação com o cliente.

5 exemplos do uso da tecnologia em lojas
Esses são apenas alguns exemplos de como tecnologia pode melhorar a experiência no ponto de venda. Sem dúvida a arquitetura comercial caminha junto com a tecnologia para trazê-la para dentro da loja, retornando em mais vendas para o lojista. Para incorporar as novas tecnologias na sua loja será necessário um projeto arquitetônico para redefinir algumas estruturas. É preciso analisar, por exemplo, a acústica da loja, os espaços, dentre outros aspectos da arquitetura. Mas certamente essa transformação poderá levar sua loja para outro patamar.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *