Saiba como iniciar o planejamento de arquitetura comercial

Saiba como iniciar o planejamento de arquitetura comercial

Arquitetude Arquitetura Comercial Leave a Comment

Quando é iniciado um planejamento de arquitetura comercial, há muitas dúvidas que podem surgir. Pensamos sobre como os móveis devem ser organizados, como os produtos devem ser dispostos, como deve ser a iluminação e outras dezenas de detalhes. Por isso, neste artigo, a Arquitetude vai mostrar os melhores passos para iniciar um projeto como esse. Veja a seguir.

Saiba como iniciar o planejamento de arquitetura comercial

Projeto de Arquitetura para Loja Nação Rubro Negra Gávea

Dicas para o planejamento de arquitetura comercial

A decoração deve ser orientada pelo público

Para um bom planejamento de arquitetura comercial, primeiramente, deve haver um briefing entre empresário e arquiteto. É preciso conhecer bem a marca, as características dos produtos e o público-alvo para que o projeto já comece por um caminho de sucesso. É através dessa conversa que a linguagem arquitetônica é orientada.

Por exemplo: uma loja do segmento de joias deve ter o requinte das peças aliado a cores mais neutras. Além disso, deve contar com materiais que apresentem sofisticação para compor o ambiente, permitindo que o arquiteto crie um espaço luxuoso. Toda essa concepção arquitetônica é fundamental para que o interesse do cliente seja despertado.

A decoração deve ser orientada pelo público

Projeto de Arquitetura para Loja Rommanel

Expor produtos em excesso não é o ideal

Quando você faz o seu planejamento de arquitetura comercial, pode até pensar que expor a maior parte dos seus produtos vai ajudar a vendê-los, mas isso não é o ideal. Ao expor muitos produtos ao mesmo tempo, o espaço fica visualmente poluído e ainda atrapalha a circulação das pessoas. Isso, certamente, espanta qualquer clientela.

Para solucionar esse problema, uma ótima opção é criar ciclos de exposição. Isso significa fazer uma mudança periódica dos locais onde os produtos estão, para não cair na rotina, ou alternar mercadorias do estoque com as que estiverem expostas. Mais uma vez, o público-alvo se mostra importante, pois você deve observá-lo para saber como otimizar a loja.

Iluminação é mais que essencial

Não existe planejamento de arquitetura comercial que não pense na iluminação adequada do ambiente. Investir em luz artificial deve ter a mesma atenção sobre investir na luz natural.

Caso seja necessário, é preciso considerar a posição do sol para a definição da posição da vitrine. Isso porque a incidência dos raios solares pode prejudicar a coloração e o desempenho dos produtos expostos.

Iluminação é mais que essencial

Projeto de Arquitetura para Chineláticos

Lâmpadas têm diferentes temperaturas de cor. As amareladas e avermelhadas possuem características que remetem a um ambiente mais aconchegante, acolhedor. Já as brancas são mais indicadas para locais de trabalho, produção, pois são mais estimulantes.

Tenha uma boa estrutura

Além de controlar a exposição dos produtos, como já citado, é preciso pensar sobre como organizar o ambiente. Isso inclui a disposição dos móveis, dos provadores (se houver), do caixa, espaços de circulação, cadeiras, enfim, é necessário pensar sobre todos os elementos presentes no local.

Assim como iluminação e cores, tudo isso deve ser muito bem idealizado. Os cantos da loja e os produtos devem estar acessíveis para todos os tipos de pessoas e é preciso um bom planejamento de arquitetura comercial para isso. Portanto, não deixe nada disso por último para evitar improvisações de espaço, pois isso não é funcional para esse tipo de projeto.

Tenha uma boa estrutura

Projetos de Arquitetura para Lojas WQSurf

Conte com um especialista nesse tipo de arquitetura

Para montar o seu negócio e ter certeza da eficiência dele, a melhor alternativa é contar com um especialista em arquitetura comercial e design de interiores. Se você não tem experiência com essa área, não adianta tentar fazer tudo sozinho.

Montar um comércio com projeto arquitetônico eficiente vai além da escolha de cores e decoração, é muito mais complexo que isso. Querer apenas copiar algo de outra loja sem considerar o conceito geral e a identidade visual é um grande erro. Cada negócio tem suas particularidades e só um arquiteto saberá entender para criar o melhor ambiente.

Se está buscando uma ajuda com seu projeto de arquitetura comercial, entre em contato com a Arquitetude. Marina Debasa, responsável pelo escritório de arquitetura no Rio de Janeiro, é especialista nesse ramo e prova sua experiência através de seu vasto portfólio. Faça seu orçamento!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *